Leia,viaje e relaxe

Aproveite esse maravilhoso texto e fique em paz.

terça-feira, 20 de março de 2012

As cantigas satíricas

As cantigas satíricas utilizavam, como temas, os costumes clericais, a covardia, a decadência de alguns nobres, os vilãos (habitantes das vilas medievais) e o adultério das damas.
Cantigas de escárnio: sátiras indiretas, palavras ambíguas, expressões irônicas. No entanto, não revelavam o nome da pessoa a quem a cantiga era endereçada.

"Don Foão, que eu sei que é a preço de livão
vedes que fez en guerra - daquesto soo certão:
soi que viu os genetes, come boi que fer tavão,
sacudiu-se e revolveu-se, al-
çou rab e foi sa via a Portugal.

Don Foão, que eu sei que á preço de ligeiro,
vedes que fez en a guerra- daquesto sou verdadeiro:
sol que viu os genetes, come bezerro tenreiro,
sacudiu-se e revolveu-se, al-
çou rab e foi sa via a Portugal.

Don Foão, que eu sei que é á prez de liveldade,
vedes que fez en a guerra- daquesto sou verdadeiro:
sol que viu os genetes, come can que sal de grade,
sacudiu-se e revolveu-se, al-
çou rab e foi sa via a Portugal."

(D. Afonso Mendes de Besteiros)

Vocabulário

  • D. Foão = Don Fulano;
  • á preço de livão = que tem fama de covarde;
  • vedes que fez en guerra = vede o que faz na guerra;
  • daquesto soo certão = disto estou certo;
  • sol que viu os genetes = logo que viu os cavaleiros mouros;
  • come boi que fer tavão = como boi aferroado por um moscão;
  • al-çou rab e foi sa via a Portugal = levantou o rabo e fugiu para Portugal
  • á preço de ligeiro = tem fama de leviano;
  • daquesto sou verdadeiro = disto estou certo;
  • come bezerro tenreiro = como um bezerro novo;
  • á prez d liveldade = tem fama de medroso, leviano;
  • come can que sal de grade = como cão que sai da prisão, corrente.




Nenhum comentário:

Postar um comentário